Carregando...

“ Uma história de amor e inovação com a cidade ” diz Fabiano Todeschini

Postado em

 

Curitiba, 13 de Junho de 2018

 

Uma história de amor e inovação com a cidade

Minha história, a história da minha família com Curitiba, iniciou com a chegada de Guiusepe Todeschini ao Brasil, em 1885. Sou a quinta geração da família que fundou a indústria de macarrão Todeschini na esquina da avenida Sete de Setembro com a rua Bento Viana.

Nasci em 1974, e minha relação com a cidade está intimamente ligada à história do BRT de Curitiba.  Naquele mesmo ano, a cidade inovava e ganhava seu primeiro corredor, ligando as regiões Norte e Sul, e tendo como uma de suas principais vias a avenida Sete de Setembro. Eu morava na travessa Lange, uma ruazinha calma que encontra a Bento Viana e a Sete de Setembro, onde ainda funcionava a fábrica de macarrão da minha família, e uma das minhas memórias de infância é á de quando eu brincava e jogava bets ali, nos arredores da canaleta do BRT.

Vi o sistema de transporte crescer, os corredores expressos receberem os primeiros ônibus articulados fabricados pela Volvo na década de 80, e a cidade se tornar referência em planejamento urbano. Na época, eu jamais poderia imaginar que o planejamento urbano de Curitiba, que dava à capital paranaense a chancela da inovação, seria tão importante para uma cidade que já conta com 2 milhões de habitantes. Podia tão pouco imaginar que eu me tornaria presidente da Volvo Bus na América Latina e venderia ônibus biarticulados para circular naquela mesma canaleta perto de onde eu brincava quando criança.

Hoje, pouco mais de 40 anos depois, tenho muito orgulho da cidade continuar fazendo parte da minha história não apenas como cidadão, mas também como presidente das operações de ônibus da Volvo, uma empresa cuja história no Brasil está intrinsecamente ligada ao desenvolvimento do transporte urbano de Curitiba. Uma empresa que, na década de 90, foi chamada pelo então prefeito Jaime Lerner para criar um ônibus com ainda mais capacidade de passageiros que os articulados da marca que circulavam nos corredores do BRT. Foi então que a Volvo desenvolveu o ônibus biarticulado, que se tornou símbolo de eficiência de transporte e contribuiu para que Curitiba se tornasse referência em sistema de transporte organizado em todo o mundo.

A sociedade e as cidades se desenvolvem em ritmo acelerado e a busca por sistemas de transporte urbano cada vez mais eficientes e menos poluentes é constante.  Curitiba continua na vanguarda. Foi a primeira cidade brasileira a adotar os ônibus híbridos da Volvo, menos poluentes e mais silenciosos. Recentemente, voltou a investir na melhoria do BRT com a aquisição de 25 ônibus biarticulados.

Como cidadão de Curitiba e como presidente da Volvo Bus na América Latina, quero continuar acompanhando o avanço da cidade e contribuir para que ela continue sendo referência em planejamento urbano e transporte de passageiros. Estou certo de que o DNA de inovação da Volvo, somado ao DNA de modernidade de Curitiba, oferecem os recursos e as ferramentas necessárias para o desenvolvimento de soluções que a coloquem entre as cidades mais inovadoras do mundo.

A evolução tecnológica, a conectividade e a internet das coisas nos oferecem inúmeras oportunidades.  Em nome da Volvo, reafirmo o compromisso que a empresa assumiu na década de 70, quando escolheu Curitiba como sede de suas operações na América Latina, de trazer para a cidade o que há de mais avançado em transporte comercial no mundo. E coloco à disposição dos gestores públicos toda a musculatura intelectual da empresa para criar soluções e projetos que atendam as crescentes demandas por mais eficiência de transporte.

A parceria de sucesso construída entre Curitiba e a Volvo para o desenvolvimento de soluções de transporte urbano nos últimos 40 anos  se fortalece a cada dia.  Temos um verdadeiro caso de amor com a cidade que a escolhemos para ser a sede das operações do Grupo Volvo na América Latina.

Enviar por e-mail