Carregando...

Jaime Lerner

Postado em

Arquiteto e planejador urbano, Jaime Lerner é formado pelas escolas de Engenharia e de Arquitetura da Universidade Federal do Paraná. Começou suas atividades na vida pública há quase 40 anos. Responsável pela criação e estruturação do Instituto de Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), em 1965, participou do Plano Diretor de Curitiba que resultou no processo de transformação física, econômica e cultural da cidade que passaria a administrar por três vezes. Agora, como governador reeleito, é o responsável pela maior transformação social e econômica da história do Paraná.

 

A principal característica de Lerner, atestada por todos os seus amigos, é o seu bom humor. Nada consegue abalar o seu estado de espírito, sempre positivo e otimista. Aliás, uma de suas habilidades, como ele mesmo diz, “é fazer do limão a limonada”. Ou seja, enfrentar os desafios e superá-los com inteligência.

Essa característica permitiu a Lerner desenvolver soluções inovadoras que colocaram Curitiba e o Paraná na vanguarda em várias áreas. Durante sua primeira gestão como prefeito de Curitiba, no período 71-77, consolidou as transformações da cidade e implantou o Sistema Integrado de Transporte Coletivo, reconhecido internacionalmente por sua eficiência, qualidade e baixo custo.

Nas duas gestões seguintes (79 a 83 e 89 a 93), além das ações de vanguarda no planejamento urbano, Lerner intensificou um amplo programa que resultou em avanços na área social, destacando Curitiba como a cidade com um dos maiores índices de qualidade de vida entre as principais capitais do mundo.

A cidade ganhou soluções inovadoras, modernas e econômicas e verdadeiros car­t9es-postais, como o Jardim Botânico, a Rua 24 Horas, a Pedreira Paulo Leminski e Opera de Arame, só para citar alguns exemplos de criatividade.

Eleito governador do Paraná em 1994, Lerner promoveu a maior transformação econômica e social da história do estado. Apoiado em uma política de atração de investimentos produtivos, o Paraná se consolidou como um novo polo industrial do país, contabilizando investimentos que ultrapassam a soma de R$ 18 bilhões de 94 até agora.

A exemplo da experiência bem-sucedida em Curitiba no primeiro mandato, Lerner preocupou-se em resolver problemas de transporte, uso do solo, educação, saúde, saneamento, lazer e industrialização como um todo.

Mas não são apenas os curitibanos e paranaenses que tiveram o privilégio de contar com o talento de Jaime Lerner. Consultor da Nações Unidas para assuntos de urbanismo, ele desenvolveu programas de planejamento em várias cidades brasileiras, entre elas, Recife, Salvador, Uberlândia, Piracicaba, Taubaté, Cabo Frio, Goiânia, Guarujá, Campo Grande, Aracaju, João Pessoa, Dourados, Niterói e São Paulo.

No Rio de Janeiro, foi coordenador do projeto Rio Ano 2000, que previa um plano de transporte de massa e a revitalização do centro da cidade, junto com uma proposta de reestruturação urbana.

Também elaborou programas de urbanismo e transporte urbano em Caracas {Venezuela), San Juan (Porto Rico, Shangai (China) e Havana (Cuba).

É com muito otimismo que viabiliza os projetos, como o de transporte coletivo, do Lixo que não é Lixo e as inúmeras soluções que o Paraná todo está adotando. Essa postura agradou aos paranaenses e, foi reconhecida como modelo tanto por brasileiros, que já aprenderam a admirar o trabalho de nosso governador, como por estrangeiros.

Somente para citar alguns prêmios de uma extensa lista, Lerner recebeu o Prêmio Máximo das Nações Unidas para o Meio Ambiente, conferido pela United Nations Environmente Programe (UNEP), Nova York, e os títulos de Doutor Honoris Causa da Technical University of Nova Scotla, Canadá, e da Universidade Politécnica da Cracóvia, na Polônia.

Reeleito governador em 98, seu segundo mandato segue até 2002. Até lá, com certeza, o Paraná e o Brasil ainda terão outras surpresas geradas a partir das ideias de Jaime Lerner.

 

LERNER

 

Sou pai de duas filhas, Andréa e Ilana e agora também avô coruja.

Cultivo hábitos simples em meu cotidiano. Mesmo após roteiros intensos em minhas viagens pelo estado, sempre consigo achar um tempinho para uma boa sessão de cinema com Fani Lerner. Aliás, cinema é o meu “hobby” preferido. Frequentemente vou às salas de exibição da cidade, geralmente, nas tardes de domingo, em busca de bons lançamentos.

Talvez sejam o bom humor e um hábito que nunca deixei de lado, que é a boa conversa entre amigos, os ingredientes que ajudam a manter a minha criatividade em alta.

Algumas das conquistas mais gratificantes do meu governo foi o cobiçado prêmio Criança e Paz da ONU para os programas Da Rua para a Escola, Protegendo a Vida e Universidade do Professor.

Em todas as minhas experiências, adoto uma fórmula que aplico como ensinamento de vida. Sou totalmente contrário ao pessimismo, prefiro projetar alternativas comuns, que possam ser abraçadas corno uma causa compartilhada por todos. Ao contrário de trabalhar prevendo o caos, prefiro projetar soluções e mudar tendências não desejáveis.

Enviar por e-mail