Carregando...

Cindi Carmello

Postado em

A estilista Cindi Carmello é uma das grandes promessas curitibanas do mundo fashion. Com apenas 27 anos, já passou pelas principais grifes nacionais, de onde extraiu experiência suficiente para inaugurar a sua própria marca, a Le Sfilate. Sua ligação com a moda começou na Universidade Paulista (Unip), onde passou quatro anos estudando estilo. A partir daí, nada mais segurou a carreira promissora da jovem estilista que hoje ocupa excelente posição no mercado da moda, vendendo a moda prática e jovem que faz a cabeça do mundo fashion, em grande estilo.

 

Seu primeiro emprego foi na M. Officer, em São Paulo, como assistente de estilo. Após seis meses trabalhando com acessórios e desenvolvimentos de estilo, Cindi Carmello teve seu talento reconhecido e foi chamada para atuar como estilista da Dzarm, na época administrada pelo mesmo dono da M. Officer. Assinou três coleções, que foram bem recebidas pelo público, e voltou para Curitiba, onde se tornou responsável pela supervisão das lojas M. Officer em todo o Sul do País. Seu trabalho seguinte foi o show-room da Zoomp. O retorno ao segmento de produto e desenvolvimento, no qual é bacharel, deu-se na fábrica da Benetton, em São José dos Pinhais. Lá, escolhia a coleção italiana (Campionário) que seria vendida no Brasil, além de criar o flash, ou seja, peças desenvolvidas com a tendência aqui do Brasil, que nada tem a ver com a coleção italiana, e também mudava a modelagem Europeia para o padrão brasileiro.

Conhecendo todos os representantes e acumulando experiência em varejo, show-roam e produto, Cindi partiu para a carreira solo. Montou uma equipe com diversos funcionários da Benetton, cuja fábrica foi fechada. Assim surgiu a confecção Le Sfilate, que comercializa peças próprias da grife, em tricô, tecido plano, malharias, entre outros materiais. A Le Sfilate entrou no mercado competitivo da moda feminina, oferecendo a mesma qualidade de grifes famosas por um preço mais acessível.

Criando para a sua confecção, Cindi concretizou o sonho de fazer moda para a sua própria marca. E o público, por sua vez, foi brindado com um estilo moderno, que está inclusive sendo exportado para outras capitais. São Paulo foi a primeira cidade a receber peças da Le Sfilate, escolhida pela originalidade dos produtos. A comercialização, em lojas multimarcas, que trabalham com diversos fabricantes, possibilitou que os produtos da Le Sfilate fossem levado até Portugal, por meio de uma consumidora que conheceu o trabalho de Cindi no Polloshop e o levou para o público lusitano.

Com o mercado fashion tendendo cada vez mais para a valorização da qualidade e os preços mais acessíveis, a marca de Cindi tornou-se um nome em ascensão. Ela preenche a necessidade de as consumidoras estarem bem vestidas, sem precisarem pagar preços abusivos por isso.

Essa corrente segue os rumos da globalização, que permite o acesso às novidades dos grandes pólos da moda em tempo real, em qualquer parte do globo. Dentro desse conceito, o estilo da Le Sfilate ganhou expressividade no mercado local. A ascensão das pequenas confecções tem sido responsável pelo aumento da concorrência e, mais que isso, está ditando tendências.

 

CINDI

 

Sou uma pessoa decidida e objetiva, que vai atrás dos seus sonhos.

Não espero as coisas acontecerem e isso tem me ajudado a crescer na minha profissão e na minha vida pessoal. Entretanto não sou impulsiva; pelo contrário, sou extremamente cautelosa nas decisões.

Tenho dois filhos, o Patrick e o Yan, respectivamente com 5 e 4 anos.

Invisto muito neles e procuro me dedicar ao máximo, fazer parte do universo deles não só como mãe, mas também como amiga.

Minhas fontes de inspiração são muito diversas e dependem de uma detalhada pesquisa para conciliar preços, tecidos, cores e, sobretudo, a modelagem das brasileiras, que obviamente não é a mesma do público europeu. Mas é importante ter parâmetros para contextualizar as peças com o cenário da moda, e por isso faço viagens para visitar feiras no exterior (Milão/Paris) e, é claro, as feiras nacionais.

Acho que as pessoas não estão mais se prendendo tanto às regras ditadas pela moda, por isso também é necessário que o estilista seja consciente de que seu público não é uma massa homogênea. Cada um tem as suas preferências e, especialmente, um estilo próprio. Quando estou em processo de criação, priorizo os detalhes que vão agradar ao meu público. Acredito que seja essa diferenciação o principal atrativo do meu trabalho.

Qualidade total, para mim, é uma boa modelagem, um tecido adequado e um acabamento perfeito das peças. Também prezo pelo bom atendimento dos clientes. Até as vendedoras da Le Sfilate têm que se enquadrar no perfil da marca e, para isso, são rigorosamente treinadas.

Mensagem para mim no futuro: mantenha a mesma garra e não perca o positivismo. Acredite sempre no que está fazendo e nunca deixe de ser feliz.

Le Sfilate

Endereço: Polloshop Alto da XV

 80040-180

(41)360-5713

lesfilate@ig.com.br

Enviar por e-mail