Carregando...

A criação é o máximo no ser humano

Postado em

ANA MARIA BINATTI

Ana é Psicóloga Clínica com cursos de extensão em Psicanálise e Sexualidade Humana e intensa participação
em Congressos de Psicologia, Psiquiatria e Simpósios de Psicologia Analítica (Jung). Faz estudos em Psicologia Analítica e Depressão.
Gosta de pessoas, da natureza, de estudar, de pesquisar,
de dançar, de rir, de chorar, de brincar de trabalhar, de ler poesias e literatura em geral. E principalmente escrever para si mesma.
Sempre tentando simplificar as coisas e estar de bem com a vida e com as pessoas que a cercam.

 

CONSIDERAÇÕES – A Psicologia é uma ciência nova em desenvolvimento. Tem apenas pouco mais de meio século.

A PSIQUE HUMANA- A psique está para o corpo assim como o corpo está para a psique. É o objeto de estudos da Psicologia Profunda. Envolve processos da mente consciente e inconsciente. Como subjetiva, sentimentos e emoções, sensações, intuições, pensamentos, sonhos oníricos, fantasias e imaginação.

OBJETIVA- A soma, o corpo humano também com seus processos. É impossível dissociá-los. Gostar de si mesmo é investir no Processo de autoconhecimento.

CONHECIMENTO – Através da análise o conhecimento propicia ao ser humano rever a própria história, A sua História através de si mesmo. Reescrever, deixando de estar sujeito ao outro incondicionalmente.

ENCONTRO – Encontrar-se em si e fora de si mesmo é repensar a própria existência. Dar sentido a vida e a sociedade em que se vive.

ESSÊNCIA – No momento que passamos a questionar determinadas atitudes, comportamentos e situações com os pré-conceitos que muitas vezes trazem sofrimento para o ser humano, buscamos nossa essência através do processo criativo que entra em ação para dar saída destas repetições.

CRIATIVIDADE – Encontrar novas situações, consequentemente outros comportamentos frente aos novos conceitos, dando lugar a possibilidade de viver o presente e a vida de maneira a lidar mais facilmente com as situações futuras.

A CRIAÇÃO -É a saída de processos repetitivos. Ações contínuas muitas vezes desnecessárias que perdem o sentido de serem continuadas ficando no passado. Inicia-se então nova etapa de vida.

RECRIAR – Renovando-se é estar consciente de si, pois ser ciente é diferente de ser consciente. O corpo é um templo e não pode ser negligenciado, Ele se rebela. Assim é a psique, se rebela com stress, depressões, fobias, pânicos, pesadelos e neuroses.

IMPORTANTE-É esse movimento de conhecer-se. A busca do autoconhecimento via análise é desgastante mas é compensatória; Os estudos da psicologia profunda visa aperfeiçoar e melhorar a qualidade de vida psíquica e de viver bem.

QUESTÕES – Que são consideradas emergentes e recentes nesta virada de século são:
A mulher em processo de conquista de seu espaço profissional. O masculino em questão frente a essa nova mulher . As depressões decorrentes de mudanças de valores. As crianças precoces, o adulto confinado e solitário. Criar condições para que as crianças conheçam o mundo que estão desvendando .. O jovem preparando-se com energia própria de sua natureza para o futuro. O ser adulto e de terceira idade com a experiência já vivida com disposição e coragem. Lutas internas e externas de estar na vida. A terceira idade a dignidade de envelhecer com mais respeito e condições de lazer, o trabalho que muitas vezes desempenhou com maestria É a sabedoria que se adquiriu ao longo do tempo na jornada da vida com erros e acertos próprios do ser humano Sabemos quando nascemos e como vivemos, mas não sabemos quando vamos morrer.

VIDA – Está aí para ser vivida com criatividade independente de idade cronológica, mas da maneira que se quer viver e que a cada ser humano cabe escolher.

Enviar por e-mail