Carregando...

A fotografia é uma forma permanente de expressão

Postado em

IZABEL LIVISKI

Izabel é Libriana; de temperamento alegre e efusivo, mas com momentos de “solidão voluntária” e introspecção. Adora festas, o contato com as artes e pessoas. Considera o ato de conhecer e conversar com novas pessoas como um dos mais prazerosos, e o cultiva na sua “arte de viver”, assim como cultiva os hábitos de escrever cartas para amigos distantes, ler bons livros, assistir filmes, escrever hai-kais e procurar preciosidades nos “sebos da cidade”.
Izabel é fotógrafa profissional há dezessete anos e formada em História com especialização em História da Arte.

 

FILOSOFIA DE VIDA- É voltada para a busca do aperfeiçoamento pessoal e artístico e considera a alegria como a maior dádiva da vida, algo para se cultivar até mesmo nos momentos em que nos sentimos tristes ou decepcionados.

COMO FOTÓGRAFA PROFISSIONAL- Colaborei com diversos jornais e revistas do Paraná, como a extinta revista “Quem”. Trabalhei na Assessoria de Imprensa da Secretaria de Cultura e estou há dez anos no Jornal Gazeta do Povo como fotógrafa do Suplemento Viver Bem.

ESCOLHA- Optei pela fotografia como forma de expressão pessoal por entendê-la como uma forma permanente de comunicação com as pessoas e de captação da “alma do mundo”. Sou autodidata e preocupo-me menos com a técnica e mais com a intuição no meu trabalho.

EXPOSIÇÕES- Fiz individuais e ensaios fotográficos que são produto de reflexão e questionamentos sociais ou psicológicos tendo como centro o ser humano e o “grande teatro que é a vida”.

LINGUAGEM- Aperfeiçoei a minha linguagem fotográfica nas áreas de Moda, Portraits e fotos de viagens. A Moda, entendida como tendência de comportamentos e valores sociais e onde se pode jogar com o lúdico e concepções de vida através das imagens. O Portrait, que ressalta a importância de captar a expressão interna de cada pessoa e gravá-la em seu melhor momento auxiliada pelos recursos da tecnologia e recursos de produção. E fotos de viagem. Que me trazem sempre uma nova experiência.

HORIZONTES- Considero enriquecedor o contato com diferentes culturas e pessoas. Por isso realizei importantes trabalhos na Polônia a convite do governo daquele país, nas cidades de Cracóvia e Varsóvia, denominado “Alma Polaca” e recentemente em Cuba, sobre a cultura e a população de Havana.

 

Enviar por e-mail