Carregando...

“Admiro as pessoas definidas” relata Rosana Vieira de Godoy

Postado em

Curitiba, 21 de Julho de 1991

 

Classe, beleza e elegância; três pontos que definem Rosana. Dinâmica e atuante ela trabalha ao lado de sua mãe Ediluz na Le Bonar’t, cuidando da parte administrativa da boutique e confecção. Destaque de nossa sociedade, ela nos conta nesta conversa, um pouco de si, e de seu trabalho. Confiram:

 

PESSOALMENTE

Signo: Virgem – 27 de Agosto.

Cor: preto.

Hobby: sair e estar com amigos.

Esporte: natação.

Temperamento: sou realista, às vezes calma, ambiciosa e seleta nas amizades. Muito detalhista.

Lado positivo: ser compreensiva.

Lado negativo: ser exigente demais comigo mesma e com os outros.

Gosto muito: de vida social, adoro sair.

Valorizo: minhas amizades, são essenciais na vida.

Ponto fraco: amor. É a melhor coisa do mundo. Amar é viver.

Meus sonhos: viajar até a Jamaica. Deve ser fascinante.

Planos pessoais: realização pessoal e profissional.

Quando tenho tempo: leio romances policiais.

ACHO QUE

Família: é uma estrutura, a parte sólida da vida.

Casamento: todos deveriam passar por esta experiência, seja ela boa ou má.

Colunismo social: aprecio quando tem substância.

Sociedade: ótima quando as pessoas sabem conviver.

Ecologia: saudável quando desprovida de fanatismo e exageros.

Naturalismo: acho saudável principalmente no tocante a saúde. Cada um tem o direito e o dever de sentir-se bem.

Política: acompanho para estar atualizada mas não aprecio.

Momento atual: está difícil, mas já esteve pior.

Vaidade: positiva quando há equilíbrio. O exagero do culto ao corpo é prejudicial.

Melhor filme que assisti até hoje: Ghost. Assisti treze vezes e assistiria mais algumas. Me tocou.

TRABALHO & MODA

Trabalho: realização pessoal e independência financeira. Eu não conseguiria ficar sem trabalhar.

Opção: se eu não trabalhasse com Moda, acho que faria Teatro. Mas optei por moda porque faz bem para os olhos, agita a criatividade e nos dá a oportunidade de novos conhecimentos.

Moda: cada um veste de acordo com o que gosta, seguindo as tendências atuais mas dando aquele toque pessoal que combine com seu temperamento e estilo de vida.

Deselegância: vestir uma roupa somente porque está na moda, que não fique bem em você. Deselegante é não ter senso crítico.

Elegância: nasce com a pessoa. Considero a minha mãe Ediluz, uma mulher elegante.

Quem dita moda: A Europa com suas tendências.

Projetos: ampliar a Le Bonar’t.

Enviar por e-mail